Desaposentação INSS

Muita gente estranhou quando o Governo Federal começou a julgar a possibilidade de alguém poder usar da Desaposentadoria. Mas, como assim, a pessoa pode aumentar o benefício pelo qual ela pagou pela vida toda? Como funciona a Desaposentação do INSS e quais os métodos de sua atuação?

Desaposentação
Desaposentação – confira o que é e como funciona

É desse tema que esse texto vai tratar, o que é a desaposentação INSS, como ela funciona e quem acaba sendo beneficiado por essa medida. Confira nesse texto, todas essas informações e fiquem ligados sobre esse tema tão polêmico promovido pelo INSS. A desaposentação estará disponível para todas as categorias de trabalhadores, inclusive para as empregadas domésticas, mediante a solicitação em uma sede do INSS. Caso o pedido seja negado, recomenda-se entrar na justiça para obter os direitos devidos.

O que é a “desaposentação”?

A desanposentadoria é um ato promovido pelo aposentado, o qual, ele plateia que sua aposentadoria seja revisada, incluindo os anos que ele continuou trabalhando, mesmo depois de estar aposentando e garantindo assim um benefício maior, diminuindo assim as barreiras do temido fator previdenciário.

Assim, por exemplo, se uma pessoa se aposentou com 55 anos, mas, continuou trabalhando até os 65 anos, ela teria direito a incluir esses dez anos de trabalho no benefício da sua aposentaria, ou seja, ele quebraria as barreiras do fator previdenciário e acabaria ganhando mais do Governo.

Recomenda-se, antes de solicitar o desaposentamento a consulta do INSS com um advogado especialista em previdência social, para evitar que se solicite indevidamente esse direito, ou que os ganhos sejam menores do que os inicialmente imaginados.

Quem pode pedir a desaposentação

Qualquer pessoa que se aposentou, mas continuou trabalhando e pleiteia que esses anos trabalhados sejam incluídos nos cálculos no benefício da sua aposentadoria. Qualquer classe trabalhadora pode ser beneficiada pela desaposentação: desde operários até empregadas domésticas, desde que continuem contribuindo, para aumentar de fato o período de contribuição.

Assim, ela só vale a pena ser pedida, caso os benefícios que os anos a mais trabalhados sejam realmente úteis dentro do ganho real do que você recebe do INSS.

Quem paga por esses valores extras gerados pela desaposentação

Quem arca com esses valores extras dados aos aposentados que continuam trabalhando e querem receber mais do INSS é o próprio Governo Federal, por isso que essa pauta deu tanta polêmica, já que em um momento de plena crise econômica e fiscal do Governo, esse gasto extra vai ser de $ 70 bilhões em 20 anos para os cofres da Previdência, ou seja, o Governo vai ter que arcar com esse “prejuízo” de alguma forma, talvez até fazendo alterações na tabela do INSS 2018, prejudicando outros aposentados e pensionistas do INSS.

Alguém já conseguiu a desaposentação

O Governo ainda não confirmou oficialmente a desaposentação, por isso, alguns aposentados têm apelado para a Justiça visando obter esse benefício, já que pelo Governo, esse benefício é ilegal e ainda não foi autorizado e como o processo da desaposentação ainda está parado no STF, esse é um caso que deve demorar para ser solucionado.

Assim, as pessoas que conseguem esse benefício, são por meios de recursos expedidos pela Justiça do trabalho, para que esse benefício seja pago.

Já que ainda não existe nada na legislação brasileira que trate diretamente desse tema, o que acaba deixando tudo meio vago, com as decisões sendo tomadas sem uma jurisprudência própria.

E vocês, torcem para que a desaposentação seja aprovada pelo STF e o Governo seja obrigado a pagar esse benefício? O que pensam sobre esse assunto? Deixem os seus comentários e participem desse post.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votes, average: 4,50 out of 5)
Loading...